sábado, 12 de julho de 2014

Feira do Livro no CIEP


O CIEP Dr. José Mariano de Freitas Beck realizou no dia 11 de julho uma feira de livro, "Livro-Livres: Liberte-os, com diversas atividades relacionadas à leitura.



Além de estimular a leitura entre os estudantes, a feira visa a promoção e a circulação de livros, que estão ociosos em casa ou escolas facilitando a troca em seus frequentadores. Uma bancada estende os livros que são, livremente manuseados por todos - Leve um e deixe outro.



Nas semanas anteriores ao evento, foi realizado um concurso de redações e desenhos, com o tema sobre "A importância da Leitura", cujos os três primeiros de cada categoria: - Desenho (jardim, 3º ano) - Redação (4°/9° ano) - Redação (Ensino Médio), foram premiados.


Sob a Coordenação do Professor Gilnei, de sociologia da turma do 7º ano-B, surgiu o livro: CIEP: Outras Histórias, contos e encontros, o qual foi apresentado, nesta feira, pelos seus próprios autores, que foram entrevistados pela mídia local.



Outras escolas da rede , E.E.E.M. Alfredo F. Rodrigues e E.T.E. Getúlio Vargas também deram suas contribuições com oficinas, exposições de trabalhos e intervenções teatrais.


A escola espera com este projeto alcançar maior número de leitores na comunidade em que se encontra inserida.


Texto: Georgina Duarte - responsável pelo Setor de Bibliotecas da 18ª CRE

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Premiados da 11ª MEP - Rio Grande


Criada em 2004, a MEP nasceu com o objetivo de contribuir com a melhoria da qualidade da educação, ao promover a produção e a socialização do conhecimento. A Mostra constitui-se num espaço favorável a troca de informações, a integração das comunidades escolares, a valorização da escola pública e geração de saberes.

Nesta edição, sediada no Rio Grande, dos 50 trabalhos participantes, 14 são eixo Ensino Médio Politécnico, 07 do Curso Normal, 06 de Recursos Naturais, 14 de Gestão e Negócios, 01 de Turismo, Hospitalidade e Lazer, 02 de Controle e Processos Industriais e 06 do Ambiente e Saúde.

Participaram, nos três dias de evento, 31 professores orientadores e 06 coordenadores das CREs, além de aproximadamente 1500 visitantes, entre estudantes, professores, servidores de escola e comunidade o que foi de fundamental importância para o êxito da Mostra.

O evento teve organização da 5ª CRE(Pelotas), 13ª CRE(Bagé), 18ª CRE(Rio Grande) e da 19ª CRE(Santana do Livramento) e apoio do Porto do Rio Grande e Centro de Convívio dos Meninos do Mar, CCMar.



Os são premiados:

Eixo Recursos Naturais
1º Lugar: Caracterização Nutricional da Folha de Oliveira – ETE Rubens Guedes, de Caçapava do Sul
2º Lugar: Aplicativo Android na Entomologia Agrícola – ETEC Canguçu, de Canguçu
3º Lugar: Resgate da Semente Criola – ETE Rubens Guedes, de Caçapava do Sul

Eixo Ambiente e Saúde
1º Lugar: Grupo Amigo Vira Lata- CE Lemos Junior, de Rio Grande
2º Lugar: Central Municipal de Recolhimento de Embalagens – CE Lemos Junior, Rio Grande
3º Lugar: Conhecendo o Grupo Escoteiros de Rio Grande – CE Lemos Junior, de Rio Grande

Eixo Controle e Processos Industriais
1º Lugar: Cortador Térmico de Garrafas de Vidro – EEEM Frei Plácido, de Bagé
2º Lugar: Marcador de Paintball – EEEM Frei Plácido, de Bagé

Eixo Turismo, Hospitalidade e Lazer
1º Lugar: Educação para o Turismo – IEE Walter Thofehrn, de São Lourenço do Sul
Eixo Pesquisa no Curso Normal
1º Lugar: Viagem ao Inacreditável Mundo da Leitura- IEE Menna Barreto, de São Gabriel
2º Lugar: Mostra Pedagógica- IEE Juvenal Miller, de Rio Grande
3º Lugar: Conhecendo Dificuldades, Vencendo Desafios – IEE Menna Barreto, de São Gabriel

O primeiro colocado destes cada um destes eixos tecnológicos está classificado para a Feira de Ciência e Tecnologia da Educação Profissional, FECITEP, que acontece de 26 a 29 de agosto de 2014, em Porto Alegre.

Eixo Ensino Médio Politécnico
1º Lugar: Baratasso – CE Santa Vitória do Palmar, de Santa Vitória do Palmar
2º Lugar: Construindo Caminhos para a Valorização do Espaço que Vivemos – EEEM Antônio Conselheiro, de Santana do Livramento
3º Lugar: Políticas Públicas – EEEM Professor Leopoldo Maieron, de Bagé
Deste eixo, o 1º e 2º lugar participarão da FECITEP, em agosto.

Eixo Gestão e Negócios
1º Lugar: Deficit Bike- EEEM Dom Pedrito, de Dom Pedrito
2º Lugar: Controlando a Receita – IEE Aimone Soares Carriconde, de Arroio Grande
3º Lugar: Revita – Reciclar é Vida – EEEM Dom Pedrito, de Dom Pedrito
Também participam da FECITEP o 1º e o 2º lugar  do eixo Gestão de Negócios
Destacamos que o Projeto do eixo Turismo, Hospitalidade e Lazer foi o projeto com maior pontuação na 11ª MEP/Rio Grande.

Outras fotos: https://www.facebook.com/mepmostradaeducacaorg?fref=ts

domingo, 6 de julho de 2014

Terceira rodada do Cirandar.



Estão abertas as inscrições para a 3ª Rodada do Cirandar. Uma opção de formação continuada para professores e professoras que atuam no ensino médio, em escolas estaduais, conveniada entre a FURG de a 18ª CRE.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Encerramento da 11ª Mostra de Educação Profissional


Encerra nesta quinta-feira (3) a 11ª Mostra de Educação Profissional, organizada pelas Coordenadorias de Educação das Regiões Sul e Fronteira, realizada em Rio Grande, desde o dia 1º de julho.
A mostra reune 50 trabalhos de pesquisa e iniciação cinetífica, por eixos temáticos, desenvolvido em 20 escolas da região. Os trabalhos selecionados nesta etapa regional seguirão para a Feira Estadual de Ciência e Tecnologia - FECITEP.
A Secretaria Estadual de Educação, nesta gestão, optou pela inclusão dos eixos Ensino Medio Politecnico - Seminário Integrado e do Curso Normal - Formação de Professores o que deu um brilho especial à MEP, ampliando a participação e favorecendo uma visão geral da produção das escola de Ensino Medio.
As escolas da cidade do Rio Grande prestigiaram a mostra com uma grande visitação. Excurções de municípos da região também touxeram estudantes do Ensino Médio Politécnico para visitar a Mostra, compondo um público de mais de 1.400 pessoas que visitaram os estandes instalados no Armazém 5 do Cais do Porto Velho, nestes três dias
Além dos projetos inovadores e peculiares apresentados os expositores puderam desfrutar de uma passeio de barco, na Laguna.
O evento promovido pela Secretaria Estadual de Educação contou com a parceria do Porto do Rio Grande e apoio do CCMAR.
O encerramento, além da premiação dos melhor classificados e Oferece um show da Banda En-Joy, formada por estudantes e ex-estudantes da Rede Estadual.

domingo, 29 de junho de 2014

Programação da 11ª Mostra de Educação Profissional



Rio Grande sedia a 11ª Mostra de Educação Profissional, Ensino Médio Politécnico e Curso Normal das Regiões Sul e Campanha, nos dia 1º, 2 e 3 de julho, no Armazém 5 do Cais do Porto Velho. 

O evento nasceu em 2004 com o objetivo de contribuir com a melhoria da qualidade da educação, ao promover a produção do conhecimento científico no espaço educacional da Escola Pública. São sete mostras regionalizadas que agrupam as 30 Coordenadorias Regionais de Educação do Rio Grande do Sul.

O tema desta 11ª edição é “Juventude: desafios científicos e sociais”, divididos por eixos tecnológicos: Ambiente e Saúde; Segurança; Desenvolvimento Educacional e Social; Controle e Processos Industriais; Gestão e Negócios; Turismo, Hospitalidade e Lazer; Informação e Comunicação; Infraestrutura; Produção Alimentícia; Produção Cultural e Design; Produção Industrial, Recursos Naturais, Pesquisa no Ensino Médio Politécnico e Curso Normal. Os trabalhos vencedores serão classificados para a 8ª Feira Estadual de Ciência e Tecnologia da Educação Profissional (Fecitep), que ocorrerá entre os dias 26 e 29 de agosto.

Confira a programação

01/07
Visitação Pública e Avaliação dos Especialistas
14h - Abertura ao público
15h - Abertura oficial
17h - Apresentação Cultural -Kepler e Flávio
21h - Encerramento

02/07
Visitação Pública e Avaliação dos Especialistas
9h - Abertura
12h - 14h - Intervalo para almoço
14h - Reabertura
19h - Roda de Conversa—Cirandar
21h - Encerramento

03/07
Visitação Pública
9h - Abertura
12h - 13h 30- Intervalo para almoço
14h - Apresentação Cultural—Banda En Joy
15h - Premiação e Encerramento

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Atividades integradas promovem a interdisciplinaridade

Duas paixões mudaram a rotina da professora de matemática de 30 anos, Daiane de Jesus Vieira. A sala de aula e a fotografia viraram companheiras a partir de ideias e oportunidades que ela viu aparecerem pelo caminho. Provando que o ensino pode acontecer de maneiras diferentes e que nem sempre é a teoria quem vence, ela ensina aos seus alunos aquilo que sabe sobre a fotografia. Voluntária no projeto e inovando no ensino público, ela espera que o futuro consolide os seus sonhos, sem nunca esquecer que é a atual profissão que a levou em muitos lugares.

"Estou unindo o útil ao agradável." Daiane tem a sorte de estar lidando com dois dos seus grandes interesses. Desde os 22 anos, com o nascimento de sua filha, ela começou a fotografar ainda com câmeras analógicas e descobriu que tinha talento. "Alguns amigos foram elogiando e percebi que gostava mesmo", conta ela, que diz ser autodidata e ter aprendido sozinha sobre a arte da fotografia. Desde 2011 a professora dá aulas de matemática na Escola Estadual de Ensino Médio Professor Carlos Loréa Pinto, mas somente este ano surgiu uma oportunidade de levar conhecimento além dos números para os alunos. Como a escola de quase 1,4 mil estudantes é beneficiada pelo Programa Ensino Médio Inovador (Proemi), que visa desenvolver propostas curriculares inovadoras, as oficinas de fotografia acabaram virando realidade. Com apoio da escola e do Proemi, Daiane ofereceu, então, o seu tempo e a sua habilidade com fotos para os alunos. “A escola me abriu completamente as portas”, exclama. Para ela, voluntária do programa, o pagamento é a satisfação interior.

Daiane é uma daquelas pessoas que inspiram e foi assim que inspirou os seus alunos da oficina de fotografia. Iniciada em 29 de abril, deve encerrar na próxima semana com cerca de 15 alunos assíduos nas aulas. Mesmo sem verba para compras câmeras para cada um, a escola prestou todo auxílio à professora, mostrando que são os esforços conjuntos que formam alunos completos para o futuro. Agora, chegando ao fim, a perspectiva é de que no segundo semestre as oficinas abram novas turmas ou deem continuidade com os alunos atuais em aulas com conteúdos avançados.

Teoria e prática
Manusear a câmera, conhecer funções como "velocidade" e "obturador", ajustar o foco, errar, acertar, enxergar a foto antes do clique. Quem olha de longe diz logo que "é só colocar a máquina no automático". Para os alunos de Daiane o aprendizado vem aos poucos e de forma manual. Paciente, ela explica a eles cada detalhe, incluindo cores, luzes, diferentes cenários e apresenta também fotógrafos que construíram seu espaço no meio. 

"A fotografia é interdisciplinar", afirma ela. Envolvendo artes, física, química, história e até a própria matemática, as aulas evoluíram para a fase prática. Ao todo, foram seis módulos de aprendizado, tudo registrado e organizado por Daiane. A coordenadora do Proemi na escola, Rosemary Bianchi, confirma que atividades como essa, realizadas em um turno inverso do horário de aula dos estudantes, vêm dando certo. “Os alunos gostam de estar na escola, mas não na sala de aula, e com certeza oficinas assim ajudam na concentração e vontade deles”, comenta.

A partir das aulas práticas os alunos começaram a vivenciar aquilo que a teoria tanto lhes falava. Daiane observa, orienta, orgulha-se. “Dá para perceber que alguns têm talento para seguir adiante”, revela. Para ela, o mais importante na primeira aula do curso foi questionar os alunos quanto ao interesse deles na fotografia. “Uns quatro responderam que desejam trabalhar nesse ramo, fiquei bem feliz”, diz. A última aula do curso será especial. Com a presença de três modelos voluntárias, os alunos fotografarão em um cenário com belezas naturais e poderão colocar toda sua criatividade em ação. Recentemente, um dos trabalhos propostos por Daiane foi o de retratar o ambiente escolar. “Era uma espécie de fotodocumentário com a própria visão deles da nossa escola”, explica.

Em uma das aulas os alunos receberam a visita do fotógrafo rio-grandino Aldivo Mendes. A intenção da professora era oferecer o contato com alguém que, além de amar o que faz, é da cidade, assim como eles. “Foi muito bom, porque mostrou para eles que fotografar requer um olhar diferente e muita vontade para aprender.”

Futuro em aberto
Aquilo começou como uma brincadeira tirando fotos da filha recém-nascida, virou um trabalho de verdade. O que Daiane talvez não esperava é que a fotografia pudesse também ganhar um espaço tão grande entre os seus planos futuros. Mesmo trabalhando como professora, ela tem em sua casa o que chama de “um estúdio improvisado” e já trabalha com alguns eventos. Grata pela profissão de professora e todas as experiências que pôde viver até hoje dentro das salas de aula, ela confessa uma ponta de decepção. “A falta de motivação dos alunos é frustrante”, desabafa. Embora fale com certeza do gosto por dar aulas, ela admite que pensa, sim, em um dia conseguir trabalhar somente com a fotografia. “É um sonho, não pretendo desistir.”

Fonte: Matéria publicada no Diário Popular de 22 de junho de 2014
http://www.diariopopular.com.br/index.php?n_sistema=3056&id_noticia=ODUwNDU%3D&id_area=OA%3D%3D

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Olhares Sul-Rio-Grandeses prepara a 4ª rodada


Iniciado em 2013, Olhares Sul-Rio-Grandendes é uma atividade de formação continuada para professores da Educação de Jovens e Adultos realizada na Região da 18ª CRE, em parceria com a FURG/PROEXT e a Secretaria Municipal de Educação/Rio Grande.


A reflexão sobre a prática e novas proposições para o trabalho com a EJA, envolve leitura, encontros mensais em núcleos organizados nos quatro municípios que integram a 18ª CRE: Chuí, Santa Vitória do Palmar, São José do Norte e Rio Grande, onde participam, também os professores da Rede Municipal de Ensino. A rodada de junho tratou sobre a avaliação, incluindo representações dos estudantes e professores sobre o tema.


A parceria e o grupo de professores estão consolidados. Relatos, notícias e materiais utilizados na formação estão disponíveis na página https://www.facebook.com/groups/162390830628993/. 


"Olhares Sul-Rio-Formação Continuada de Jovens e Adultos" realizará nos dias 04/07 (noite) e 05/07 (manhã), no Auditório do Juvenal Miller, mais um "Encontrão" de todos os Pólos - Rio Grande, São José do Norte, Santa Vitória do Palmar e Chuí. O último foi em março, retomando as atividades do ano letivo.
Contamos com a presença de todos!!!